Marketing nas redes sociais: o que podemos esperar para o futuro?

O que podemos esperar para o futuro do marketing nas redes sociais?

As redes sociais começaram com o intuito de conectar e divertir pessoas do mundo inteiro. O que ninguém imaginava naquela época era que esse ambiente interativo se tornaria um dos terrenos mais férteis para que as empresas divulgassem sua marca e produtos.

Hoje, os perfis empresariais estão garantidos nas maiores plataformas do mundo, incluindo o Facebook, Instagram, Pinterest, Twitter e Linkedin. Por meio desses perfis é possível fazer publicações e avaliar dados valiosos sobre elas, como alcance, interações, quantidade de visualizações e por aí vai.

Outra característica do marketing nas redes sociais é a rapidez com que as tendências mudam. O que era importante há 5 anos atrás provavelmente não tem mais relevância nenhuma nos dias de hoje.

Pensando nisso, nós preparamos este material rico e cheio de dicas sobre o que esperar do futuro do marketing nas redes sociais. Esse assunto com certeza vai interessar você! Confira a seguir!

Por que o marketing nas redes sociais é importante?

Um dos objetivos mais recorrentes definidos dentro de uma pesquisa de mercado é descobrir onde o público-alvo de uma empresa está. Essa informação é valiosa, pois a partir dessa descoberta é possível lançar campanhas mais assertivas e aumentar as chances de impactar a persona.

Antigamente, quando o marketing offline ainda reinava, o objetivo das pesquisas era descobrir quais canais televisivos o público assistia, quais revistas ele lia, se procurava pelo jornal, quais eram seus programas preferidos e assim por diante.

Depois que a mídia online ganhou força, os esforços se concentram principalmente em descobrir o comportamento do consumidor na internet. Esse comportamento, no entanto, mostrou dados impressionantes sobre social media, como:

  • 96,2% dos brasileiros com internet têm alguma rede social;
  • o Facebook 2,3 bilhões de usuários em todo o mundo;
  • o Instagram já bateu a marca de 1 bilhão de usuários no planeta;
  • o brasileiro passa mais de 3 horas por dias nas redes sociais.

Esses dados demonstram como é essencial estar nas redes sociais hoje, mesmo que a empresa não siga um perfil informal e descontraído. A questão é marcar presença digital onde o seu público se concentra.

A seguir, listamos algumas das vantagens que uma marca pode garantir ao optar pela estratégia de social media.

Aumento de tráfego em sites e blogs

Uma das primeiras funções do marketing nas redes sociais foi justamente gerar mais tráfego para sites e blogs. Assim, as chances de garantir mais visitas nesses endereços de forma orgânica e sem a ajuda de publicidade paga aumentavam.

Essa estratégia é valida até hoje — principalmente no Facebook, Pinterest e Twitter — já que é possível inserir links com facilidade e acompanhá-los de um texto atrativo, que convença a persona a seguir até sua página.

Aproximação da marca com o público

Depois que o Inbound Marketing passou a ser uma estratégia campeã para qualquer modelo de negócio, um dos principais objetivos das marcas tem sido estreitar o relacionamento com o cliente.

Para isso, é importante investir em técnicas de aproximação, e as redes sociais desempenham um papel fundamental nesse quesito. Nesse ambiente é possível:

  • fazer parte do dia a dia das pessoas;
  • divulgar notícias sobre sua empresa;
  • promover campanhas em diversos formatos;
  • compartilhar materiais ricos que geram valor.

Conhecimento sobre o seu público

As redes sociais também servem como um termômetro para você entender melhor o perfil do seu público, suas preferências e até mesmo seu desempenho diante dos compradores da sua marca.

Por meio das curtidas, comentários e compartilhamentos das suas publicações, você descobre que tipo de conteúdo gera mais engajamento, quais dos seus produtos garantem um maior interesse e pode traçar uma estratégia mais assertiva a partir dessas informações.

Também é possível medir seu desempenho, já que os clientes costumam avaliar a página, deixar comentários sobre seus produtos ou até mesmo sobre a experiência que vivenciou ao comprar com você.

Fidelização dos seus clientes

Cada vez que sua equipe se esforça para conseguir um novo cliente significa que a empresa investiu um valor para que isso acontecesse. Por isso, é muito mais vantajoso fidelizar o público e incentivar a compra recorrente que correr atrás de um novo cliente todos os dias.

As redes sociais desempenham um papel importante na fidelização de um cliente. Em conjunto com outras técnicas e ferramentas, você mantém um relacionamento mais próximo e pode promover ações que agregam valor, como:

  • permitir que os clientes façam agendamentos rápidos em sua página;
  • compartilhar promoções, descontos e cupons para clientes;
  • promover sorteios em redes como o Instagram;
  • pedir a opinião do público em relação a algum assunto importante.

Possibilidade de conquistar novos clientes

As redes sociais têm mais uma função: elas também servem como ferramenta de conversão. Nesse caso, é possível converter seus seguidores em clientes e nem é preciso sair da página para isso.

O próprio Facebook disponibiliza uma loja para que os perfis empresariais possam vender seus produtos sem a necessidade de um e-commerce. Já o Instagram conta até mesmo com perfis que funcionam como lojas.

Disponibilizando informações sobre os seus produtos em uma rede social, você tem a chance de despertar o interesse do público e, por meio de um atendimento eficiente, é possível garantir muitas vendas.

O que esperar do marketing nas redes sociais no futuro?

Assim como acontece em qualquer outra metodologia de marketing, a presença nas redes sociais também é impactada por tendências. Essas tendências são alteradas com base no comportamento do consumidor, o que tem mudado com muita agilidade.

Essa questão nos leva a outra vantagem adquirida ao apostar em social media: os administradores dessas plataformas sempre vão investir em pesquisas de mercado e integrar as maiores novidades a essas redes.

No entanto, todo empreendedor ou profissional de comunicação deve se antecipar, para que seja possível atualizar o plano de marketing de uma organização contando com tendências futuras.

Por isso, vamos falar mais detalhadamente sobre cada uma das tendências que prometem tomar conta das redes sociais na próxima década.

Diminuição da relevância dos likes

Em 2019, Mark Zuckerberg anunciou que removeria a exibição do número de likes do Instagram e pegou muita gente de surpresa. A iniciativa, segundo ele, teria o objetivo de diminuir a pressão entre as pessoas, na busca de aprovação por meio de um simples clique.

O movimento, no entanto, já vem sendo difundido culturalmente há um tempo, graças aos prejuízos psicológicos que essa necessidade de aprovação e comparação com outras pessoas vêm gerando nas pessoas.

Mas o que isso tem a ver com a sua empresa? Lembre-se de que qualquer movimento de grande importância social acaba impactando o mercado, independentemente do segmento.

Isso significa que, futuramente, os likes não serão mais relevantes como já foram um dia e será necessário investir em outras frentes para chamar a atenção do público.

Investimentos em mídias audiovisuais

Desde que a internet possibilitou às pessoas gravar vídeos de qualidade, esse tipo de mídia demostrou certa superioridade diante das outras. A interação e o engajamento com os vídeos são muito maiores que com textos e imagens estáticas.

No entanto, os vídeos também estão evoluindo. Prova disso são as constantes novidades lançadas no Instagram Stories, que cria filtros, lives, boomerangs, permite que o usuário adicione música e por aí vai.

É essencial saber integrar esses recursos em sua empresa de maneira assertiva, para aumentar as chances de engajamento com o seu público.

Conteúdos criados pelos próprios clientes

A criação de conteúdo relevante não é mais novidade nas estratégias de marketing. Embora a maior parte das empresas brasileiras ainda não compreenda a importância dessa abordagem, ela já passa por mudanças em sua estrutura.

Hoje, as marcas criam conteúdos que são importantes para educar sua persona e isso não deixou de ser eficiente, mas futuramente parte desse conteúdo será gerada pelos próprios clientes da marca.

Além de depoimentos sobre a experiência de compra, também será possível que os clientes gravem vídeos mostrando como usar determinado produto e de que forma ele agrega no dia a dia.

Isso gera muito mais confiança na sua marca, no produto e aumenta as chances de venda, já que uma das maiores dores do consumidor hoje é deixar de aproveitar a compra online por medo de fraudes.

Exibição de uma marca humanizada

A formalidade excessiva ficou para trás no mundo empresarial. As pessoas querem se relacionar com outras pessoas e não somente com logotipos ou com um nome. Isso é valido até mesmo para empresas cuja relação de compra é B2B. Todos estão em busca de conexões mais profundas.

Por isso, é essencial desenvolver uma linguagem mais humanizada, principalmente nas redes sociais, onde o ambiente é informal. É claro que essa linguagem não precisa refletir aquilo que a empresa não é, por isso, é essencial criar uma Brand Voice.

O Brand Voice é como se fosse o tom de voz com que você fala ao seu público, podendo ser mais ou menos formal. Encontrar o tom certo aumenta as chances de gerar identificação com o cliente e, consequentemente, melhora o engajamento.

Uso de influenciadores mais autênticos

Os influenciadores digitais fazem sucesso onde quer que estejam e, por isso, são muitas as marcas que apostam em estratégias de marketing que incluem esse tipo de ação. No entanto, as pessoas estão exigindo que essas figuras sejam cada vez mais autênticas.

Quando uma pessoa real e influente indica um produto, ele tem muito mais chances de ser aceito no mercado. Mas, para isso acontecer, esses influenciadores têm que deixar aquela imagem de vida perfeita para trás.

O público quer ver pessoas reais, com problemas reais e dificuldades reais. Por isso, se você aposta ou está pensado em apostar em ações como essa no futuro, faça uma boa seleção das pessoas que representarão sua marca.

Atendimento completo sem sair das redes sociais

Hoje as redes sociais têm tantos recursos internos que quase não é preciso abrir outra aba para finalizar uma compra. Essa é uma tendência que promete ganhar cada vez mais espaço entre os consumidores, graças à necessidade de agilidade que as pessoas tanto têm procurado.

Por isso, sempre invista em formas de finalizar uma compra sem que um cliente precise sair da rede social e direcionar-se a um site. O atendimento pode ser feito por meio das mensagens privadas, assim como a missão de um pedido e o fechamento do negócio.

Exigência de privacidade e segurança das informações

Você pode obter muitos dados do seu público por meio das redes sociais, mas é importante investir em tecnologias que protejam esses dados. Ultimamente, os casos de vazamento ou venda de informações importantes sobre os clientes gerou escândalos em diversas empresas.

Isso faz com que as pessoas fiquem mais receosas em fornecer informações sobre si mesmas, portanto, sempre informe sobre seus investimentos nesse aspecto.

Outro ponto importante é a busca por privacidade. O outbound marketing não é visto com bons olhos há tempos e insistir em propagandas invasivas ou spans é tudo que você precisa para acabar com a imagem de uma marca.

Por isso, antes de lançar qualquer ação, pense em como ela pode atingir seu público de forma natural. Você pode apostar em:

  • criação de e-books;
  • posts relevantes em um blog;
  • vídeos interativos no Instagram e YouTube;
  • oferecimento de cursos, lives e webinars.

Foco em pessoas da terceira idade

Pode ser que o produto ou serviço que você comercializa não tenha como público principal pessoas de mais idade, mas caso esse seja o seu público, saiba que existe uma forte tendência de aumento para esses perfis.

As pessoas da terceira idade estão cada vez mais ligadas nas redes sociais, que deixaram de ser associadas a pessoas jovens. Essa já é uma tendência natural, uma vez que o número de pessoas idosas tende a aumentar com a melhoria da expectativa de vida da população.

Lançando um olhar mais distante, dentro de alguns anos haverá mais idosos que jovens e muitos deles serão usuários das redes sociais de longa data.

Como fazer o planejamento estratégico nas redes sociais?

Até aqui você pôde conferir como as redes sociais são importantes no mundo corporativo, independentemente do segmento ou nicho de atuação. No entanto, um erro comum da maioria das marcas é criar uma página e abandoná-la, ou ainda postar somente imagens com fotos dos seus produtos.

Para que essa seja uma ferramenta que traga resultados, é preciso pensar de forma estratégica e fazer com que o marketing nas redes sociais seja parte de um plano, com objetivos e táticas que ajudem a alcançar resultados.

Por isso, trouxemos algumas dicas detalhadas sobre como mapear esse planejamento e aumentar suas chances de sucesso.

Defina quais são seus objetivos nas redes sociais

Toda estratégia começa com um objetivo, que será o guia de todas as outras ações posteriormente. Portanto, ao iniciar o planejamento da sua estratégia de marketing nas redes sociais, pense sobre quais são os seus objetivos.

Nem sempre é fácil defini-los rapidamente, afinal, é preciso que esses objetivos estejam alinhados com as possibilidades proporcionadas pela plataforma. Alguns exemplos de metas que podem ser alcançadas dentro de uma rede social são:

  • melhorar o desempenho das vendas;
  • gerar tráfego para o seu blog ou site;
  • oferecer um canal de atendimento ao cliente;
  • melhorar a presença digital da marca;
  • aumentar a percepção da marca no mercado;
  • enriquecer uma base de contatos para vendas.

Outro ponto importante sobre os objetivos é que eles não precisam ser estáticos e podem ser revisados a qualquer momento, ou seja, pode ser que no meio do caminho você identifique outros pontos de melhoria que podem ser alcançados com a ajuda das redes sociais, conforme elas também se desenvolvem.

Pense em maneiras de medir seu desempenho

Depois de definir seus objetivos, é hora de pensar em algumas maneiras de medir o seu desempenho e descobrir se suas ações estão trazendo resultado. Para isso, é preciso apostar em ferramentas de medição de desempenho, ou KPIs.

Se o seu objetivo, por exemplo, é construir uma presença digital marcante, é preciso analisar indicadores, como:

  • quantidade de seguidores que sua página ganhou;
  • número de visualização dos posts e anúncios;
  • número de menções da sua marca dentro de uma rede social.

Agora, se o seu objetivo é aumentar as vendas da sua marca, você deve acompanhar de perto os seguintes indicadores:

  • número de cupons de desconto compartilhados e usados;
  • cliques em links que terminam em uma venda;
  • número de vendas realizadas via chatbot ou loja virtual do Facebook.

Fazer o acompanhamento desses números é o que te guiará durante a estratégia. Eles te ajudam a entender se suas ações estão dando certo e sinalizam quando é hora de tomar um rumo diferente.

Crie uma boa primeira impressão no seu feed

O feed de uma empresa fala muito sobre ela e sua organização é primordial para garantir a permanência do público na página. Por isso, é preciso investir em uma experiência agradável para seus visitantes.

Para isso, você pode criar um check-list e verificar se está cumprindo com requisitos de escaneabilidade e design, como por exemplo:

  • postar imagens com qualidade e resolução;
  • deixar textos muito longos apenas para blog posts e e-books;
  • colocar o logotipo da empresa na foto do perfil e escolher uma boa capa;
  • adicionar links que funcionam e verificar quando estão quebrados;
  • adicionar o link do seu site ou loja virtual;
  • preencher dados importantes, como telefone, endereço e e-mail.

Outro ponto importante é a consistência nas publicações. Se um visitante chega e percebe que sua última postagem foi há 3 meses atrás é provável que ele não sinta interesse em seguir a página, pois ela não oferecerá nenhum conteúdo de valor.

Isso nos leva ao nosso próximo tópico: a criação de um calendário editorial.

Crie um calendário editorial

Dentro de uma estratégia de conteúdo dificilmente usa-se apenas um canal de interação com o público. As próprias redes sociais são ferramentas que ajudam a gerar tráfego para outros canais, e pode ser muito fácil se perder em meio a tantas publicações.

Para não deixar nenhum canal abandonado, a melhor solução é criar um calendário editorial. Ele funciona como um cronograma, com datas e até mesmo horários que guiam suas publicações.

Você pode preparar seu calendário mensalmente e não é preciso preenchê-lo todo de uma vez. Isso vai depender da urgência e tamanho dos seus conteúdos, além do tempo que necessita para prepará-los.

Em geral, conteúdos em vídeo passam por mais etapas, desde a gravação até a edição, sendo um exemplo de material que precisa ser planejado com antecedência.

Considere investir em mídia paga

A maior parte das redes sociais é voltada para a veiculação de conteúdos pagos e, de fato, eles podem ajudar a conquistar um objetivo mais rapidamente. No entanto, o simples fato de veicular uma propaganda nas redes sociais não é garantia de sucesso.

Para que sua estratégia gere resultados é preciso que haja um planejamento de cada ação. Você pode, por exemplo, apostar em conteúdos que tiveram uma boa aceitação entre seu público orgânico e replicar nas propagandas.

De qualquer modo, é essencial analisar a performance de cada anúncio para que o investimento traga resultados palpáveis.

Tenha alguém para administrar suas páginas

As redes sociais requerem administração diária, o que significa que será necessário uma pessoa para cuidar pessoalmente de todas as questões que envolvem essas plataformas, certo?

Sim, isso é muito importante para que todos os objetivos traçados lá no início sejam alcançados, por isso, você pode recorrer a uma ajuda profissional ou contratar um colaborador.

A dica mais importante é: se você não conta com uma equipe de marketing ou conta com poucos profissionais inexperientes, o ideal é contratar uma agência para cuidar do planejamento estratégico.

Assim, a base do seu plano será muito mais sólida e apenas a execução será uma preocupação. Também é possível delegar todas as etapas do processo a uma agência, incluindo a administração dos anúncios pagos.

Se até hoje você tentou fazer marketing nas redes sociais, mas teve a sensação de que nunca obteve nenhum retorno, então é provável que sua empresa tenha deixado algo para trás em meio ao planejamento estratégico.

As crescentes adaptações que essas plataformas vêm recebendo comprovam o tamanho do potencial contido entre os perfis, likes, seguidores e publicações. Conhecer cada uma dessas mudanças é uma maneira de chegar na frente quando elas já estiverem aqui e mostrar ao público o comprometimento da sua marca em proporcionar a melhor experiência ao consumidor.

E sabe qual é a ferramenta essencial para prever tendências no comportamento de compra do consumidor? Sim, a pesquisa de mercado! Foi pensando nisso que trouxemos mais uma sugestão de leitura. Veja como são realizadas as pesquisas de marketing na prática!