Webinar e lives nas redes sociais: 7 dicas para criar os seus!

Vídeos convertem! A maior vantagem de webinars e lives nas redes sociais é que, além de serem conteúdos em vídeo, eles têm o caráter de transmissão ao vivo. Essa estratégia atrai e engaja a audiência, fortalecendo o senso de comunidade e o posicionamento da marca. Uma estratégia de marketing digital de sucesso normalmente conta com esses recursos para otimizar o relacionamento e aumentar as vendas!

Enquanto os webinários — como também são conhecidos os webinars — têm uma estrutura com conteúdo rico seguido de oferta (que pode ser uma venda ou não), as lives estão focadas no relacionamento com a audiência. A seguir, apresentamos 7 passos essenciais para que você se prepare para a sua transmissão e possa, com isso, atrair as pessoas certas, encantar sua audiência e conseguir bons resultados. Boa leitura!

1. Defina o assunto do webinar ou da live

Antes mesmo de fechar o tema, é importante entender se você está desenvolvendo um webinar ou uma live. Como dissemos, a principal diferença entre essas duas estratégias de vídeo é que, enquanto a live tem um tom mais informal, o webinar costuma ter o foco de apresentar um conteúdo que resolve alguma dor da persona, comprovando a eficácia da empresa ou marca.

Sendo assim, se estiver montando um webinar, pense em uma solução que você pode oferecer ao seu público. No caso da live, é interessante fazer uma pesquisa a fim de encontrar temas que são tendência. Além disso, é importante que você consiga falar sobre o assunto com autoridade.

Se a inspiração não aparecer, tente responder algumas questões, como as listadas a seguir.

  • Sobre o que o meu público quer ouvir?
  • Quais são as dúvidas mais frequentes que minha empresa recebe?
  • O que posso oferecer que será percebido como algo de grande valor?

2. Crie o roteiro da live nas redes sociais

Apesar de existirem webinários gravados que são transmitidos para o público em caráter ao vivo, esses vídeos acontecem ao vivo nas redes sociais, o que aumenta o valor percebido, mas também a responsabilidade em se programar. Talvez você já tenha visto vídeos nos quais as pessoas leem em vez de falar. A experiência do espectador não é muito agradável em situações assim.

Por isso, é importante que você crie um roteiro, de preferência em estrutura de tópicos ou como um mapa mental. Alguns pontos que devem ser destacados são:

  • o motivo central da transmissão;
  • a solução, ou o conteúdo de valor, que você mostrará;
  • como e após quanto tempo de webinar será apresentada a surpresa;
  • qual é a ação esperada do público (exemplos: é o lançamento de um produto ou você quer interação com a audiência).

3. Escolha a plataforma ou mídia social

Existem muitas ferramentas que possibilitam a transmissão de um webinar, como Zoom e WebinarJam. Entretanto, existem várias redes sociais que podem atender perfeitamente esse tipo de transmissão, como:

  • YouTube;
  • Facebook;
  • Hangouts;
  • Skype.

4. Monte um cronograma de divulgação

Assim como um evento físico, existe uma preparação para que a sua live aconteça com sucesso. O maior segredo para contar com a participação da sua audiência é a divulgação. O ideal é começar os convites com duas semanas de antecedência, lembrando-se das diversas listas que a empresa pode ter, como e-mails e seguidores nas redes sociais.

Crie uma landing page, a fim de que as pessoas interessadas em participar possam se cadastrar e serem lembradas do evento. Quando faltar uma semana para seu webinar ou sua live, você pode apostar em campanhas pagas, desenvolvendo anúncios criativos que gerem um resultado impactante na sua lista de inscritos.

Lembre-se de ter uma campanha direcionada exclusivamente para o dia que antecede a live e na própria data do evento. O foco principal é lembrar as pessoas que se inscreveram de assistir à transmissão.

5. Aposte em recursos como copywriting e storytelling

O novo consumidor acompanha tendências de consumo que despertaram também novas técnicas de vendas. Isso porque as pessoas estão mais conscientes do processo de compra e sempre conectadas. Isso significa que elas têm informação sempre à mão e compram o que querem, quando querem, buscando marcas com as quais se identificam.

Para que a live desperte ao máximo o interesse da audiência e você consiga apresentar a parte da venda de forma mais natural, você pode usar algumas técnicas de neuromarketing. Alguns exemplos são:

  • gatilhos mentais — ativando a ideia de urgência, apresentando provas sociais, despertando o sentimento de reciprocidade e senso de pertencimento (comunidade);
  • storytelling — encantando seu público com histórias (um dos mecanismos mais antigos da humanidade para transmitir conhecimento). As histórias chamam a atenção e envolvem;
  • copywriting — uma técnica para tornar mais natural o uso dos gatilhos mentais e do storytelling, desenvolvendo uma escrita persuasiva, mas com o tom da sua marca.

6. Analise os resultados da sua transmissão

Após o término da sua live, é hora de medir a eficiência dessa ação. Para isso, é importante definir, antes de fazer o evento, quais serão os KPIs (indicadores-chave de performance) usados para acompanhar seu webinar. Alguns dados que podem ser analisados são:

  • quantidade de inscritos;
  • taxa de comparecimento;
  • tempo de visualização;
  • engajamento do público;
  • taxa de conversão (caso tenha algum CTA como assinar uma lista, baixar um e-book ou comprar um produto).

Para aproveitar ainda mais essa oportunidade, você pode criar um formulário e convidar sua audiência para respondê-lo no fim da live. Assim, é possível entender melhor o comportamento da sua persona nas redes sociais e consegue insights para fazer as próximas transmissões.

7. Tenha uma estratégia de marketing de conteúdo

O inbound marketing é excelente para posicionar a sua marca e atrair o público certo. Além disso, ele educa e envolve a audiência. Entregar conteúdo é gerar valor: as pessoas percebem a sua empresa como autoridade no assunto e isso aumenta as chances de presença no webinar.

Outro ponto em que o conteúdo nas redes sociais é muito importante para a live é após o evento. Imagine que você tenha feito uma transmissão fantástica, interagido com os participantes e gerado uma alta expectativa. Agora é o momento de usar materiais relevantes para reforçar a autoridade da marca e mostrar disposição em se relacionar com os clientes.

Como você viu, webinars e lives nas redes sociais podem ser um grande sucesso. Para isso, basta planejar, alinhando o assunto e o roteiro de acordo com a audiência. Crie situações para mostrar algo de valor, gerar surpresas, gerenciar expectativas e, claro, direcionar o público para uma tomada de decisão. Invista no desenvolvimento do CTA e impulsione seus resultados!

Se você gostou dessas 7 dicas e quer contribuir para que a qualidade dos webinars e das lives nas redes sociais melhore, compartilhe este material e nos ajude a levar essa mensagem para mais pessoas!

Powered by Rock Convert
4 PS DO MARKETING: UM MANUAL PARA TODOS OS TIPOS DE NEGÓCIOPowered by Rock Convert
Apostar em webinar e lives nas redes sociais é acompanhar uma tendência de consumo. Descubra 7 práticas para montar uma transmissão de sucesso!