Agência de marketing, publicidade, full service ou HUB: quais são as diferenças?

Estar na internet vem se tornando um dos requisitos básicos para que qualquer empresa possa sobreviver às dinâmicas atuais de mercado. Da mesma forma, para muitos negócios, ainda é preciso manter funcionando a máquina publicitária do mundo offline.

Nesse cenário, é muito comum a busca por profissionais e serviços que podem auxiliar você a se dar bem nesses 2 mundos. Hoje, opções não faltam: muitos procuram uma agência de marketing, alguns preferem agências de publicidade, outros sentem a necessidade de ter uma assessoria de empresa e tem até aqueles que preferem contratar um prestador de serviços full service — são muitas opções!

Então, qual é a diferença de cada tipo de agência? Pode parecer apenas um detalhe, mas entender o que cada uma delas pode agregar de valor para o seu negócio é fundamental para iniciar uma boa estratégia para divulgar melhor a sua empresa.

Para ajudá-lo, preparamos uma lista com os tipos de agência mais comuns para que entenda quais delas se encaixa melhor com a sua realidade e as suas necessidades. Confira!

Agência de marketing digital

O primeiro tipo de agência de marketing que vamos falar aqui, é um dos que mais está em alta: a agência de marketing digital ou somente agência digital. Já é indiscutível o quanto a presença online é importante para qualquer empresa conseguir novos clientes. Então, existe uma grande procura por esse tipo de empresa.

Uma agência de marketing digital tem como principal missão ajudar os seus clientes a construírem e expandir a sua reputação na internet. Isso é feito de diversas maneiras, atuando em elementos básicos que envolvem a internet — site, blog, e-mail, mídias sociais, entre outros.

Na prática, os seus serviços podem envolver:

  • construção e gerenciamento de sites;
  • captação de leads, ou contatos;
  • criação de estratégias de mídias sociais e mídia paga;
  • criação de um calendário de e-mail marketing;
  • otimização SEO;
  • monitoramento de campanhas;
  • acompanhamento e mensuração de resultados.

Em alguns casos, é possível entrar em um nível muito maior, trabalhando com técnicas mais avançadas, tal como a utilização da automação de marketing, remarketing, jornada de compra e lead scoring, por exemplo.

Agência de conteúdo

Esse modelo oferece o serviço de desenvolver conteúdos para que o cliente disponibilize-os na web, principalmente posts e artigos para o seu blog, materiais ricos (e-books, infográficos, vídeos, planilhas, entre outros) e também, em alguns casos, postagens para mídias sociais.

O fato é que a jornada de compras do consumidor mudou muito desde que a internet começou a fazer parte da sua vida. A maioria deles agora utiliza a web para pesquisar como resolver os seus problemas, então é natural que eles busquem respostas para as suas dúvidas e encontrem justamente esse tipo de conteúdo.

Por isso, é importante que as empresas possam ofereçam essas respostas para atingir cada vez mais consumidores do seu mercado. Dessa forma, cria-se a imagem de que o negócio é uma das marcas que têm autoridade em seu segmento.

Muitas vezes, uma agência digital pode oferecer o serviço de produção de conteúdo também e vice-versa, visto que são áreas que se complementam e andam juntas.

Agência de publicidade offline

As estratégias offline ainda são muito necessárias para que algumas empresas fortaleçam a sua marca, principalmente as que têm um porte maior e já estão acostumadas a navegar nesse mundo.

Sabemos que nem sempre é viável contar com profissionais e uma equipe para cuidar desse assunto. Então, contratar uma agência de publicidade offline é ideal para que essa área possa caminhar com sucesso.

Uma agência de publicidade ajudará a planejar campanhas, a criar estratégias de interação com o público e também a mensurar os resultados de cada ação planejada.

Assessoria de imprensa

Para muitos negócios é preciso também contar com uma assessoria de imprensa, que é um serviço que tem como função se relacionar com diversos meios de comunicação: rádio, TV, jornais, portais de notícia e qualquer outro que faça sentido.

A ideia é que a assessoria de imprensa represente a empresa quando for preciso se comunicar com esses meios de comunicação que mencionamos, que, no fim das contas, é ter que lidar com a imprensa, assim como já diz o seu nome.

Além disso, a assessoria de imprensa é responsável por confirmar qualquer informação que vem à tona, bem como criar situações para que haja a cobertura de atividades do negócio que é assessorado — por exemplo, o lançamento de um produto ou serviço, ou então a realização de um evento.

Agência full service

Já a agência full service engloba diversas atividades que, no geral, estão ligadas aos serviços que citamos, juntamente de alguns outros que também estão correlacionados. A maioria é composta de agências grandes que têm diversas equipes para lidar com todas essas demandas.

O ponto positivo de contar com uma agência dessas está na possibilidade de traçar uma estratégia completa de divulgação, bem como a criação de campanhas grandes, tanto online quanto offline. Porém, é preciso tomar cuidado, pois agências full service que não estão preparadas para atender tudo isso podem perder o foco e não entregar um serviço de qualidade.

Outra possível atuação de uma agência full service é trabalhar de forma específica em uma ação que foi contratada. Por exemplo, se a sua empresa vai fazer o lançamento de um produto, pode contratar uma agência full service para trabalhar em toda a divulgação, englobando todas as frentes da comunicação, mas apenas desse item.

HUB

Por fim, trazemos aqui a opção de contratar um HUB, que nada mais é do que uma plataforma que reúne profissionais que oferecem diversos tipos de trabalho: criação de sites, criação de conteúdo, elaboração de estratégias de mídias sociais, entre outros

Pode parecer simples, mas o HUB oferece muitos benefícios:

  • alta disponibilidade de profissionais para atender a qualquer demanda;
  • conecta empresas com especialistas, trazendo a possibilidade de gerar o melhor resultado com o menor custo possível;
  • estrutura interna enxuta, que reflete em um preço competitivo para os clientes;
  • flexibilidade no atendimento aos clientes e suas demandas.

O fato é que o HUB pode oferecer tanto o serviço de uma agência de publicidade quanto de uma agência de marketing, além de outros que citamos acima. Tudo isso com o melhor custo-benefício possível.

Quer saber mais sobre como funciona um HUB? Então, entre em contato conosco

banner-ebook-mkt-resultadoPowered by Rock Convert
Quer saber o que faz cada tipo de agência de marketing que existe nos dias de hoje? Então leia o nosso conteúdo sobre o assunto!