Manual completo para conhecer e definir seus objetivos de marketing

Com um mercado cada dia mais competitivo, é essencial adotar estratégias eficientes para obter bons resultados e conquistar espaço no mercado. Esse é um dos objetivos de marketing, que se trata do conjunto de atividades que buscam agregar valor às empresas ou produtos, com a finalidade de conquistar a atenção e preferência dos consumidores.

Sobretudo, o marketing tem muito mais objetivos do que somente a venda. Para aproveitar todos os benefícios gerados por ele, é preciso implementar uma estratégia consistente, que só poderá ser elaborada por meio de pesquisas e aprendizados relacionados à necessidade do negócio.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para ajudar você a criar e enriquecer seu planejamento de marketing e, assim, alcançar o sucesso esperado. Acompanhe!

A importância dos objetivos de marketing

Definir os objetivos adequados aumenta as possibilidades de êxito do negócio, um diferencial e tanto tendo em vista que muitas organizações fecham por falta de um plano de negócio bem estabelecido. Para que a empresa consiga se manter no mercado e não faça parte dessa triste realidade, é necessário saber como começar e aonde pretende chegar.

Esse é um passo decisivo para que o marketing seja criado e traga um retorno positivo. Por isso, existem algumas características que devem estar presentes no momento da sua elaboração. Tendo em vista que essa definição pode ser uma tarefa complicada para alguns gestores, no decorrer deste post, veremos algumas diretrizes que vão lhe orientar nesse processo.

Objetivos de marketing mais comuns

Você tem noção do que pode ser alcançado com uma boa estratégia de marketing? Muitas vezes, fazemos o projeto, mas não sabemos aonde podemos chegar com sua implementação. Por isso, listamos abaixo algumas finalidades que devem ser abordadas ao criar um plano de marketing.

Captar e fidelizar clientes

Além de trazer novos clientes, é necessário conquistar a sua lealdade e fazer com que eles comprem mais vezes na empresa. Para isso, você pode usar várias práticas de marketing. Por exemplo: marketing de conteúdo, programas de fidelidade, marketing de relacionamento etc.

O importante é contar com ações que vão manter os clientes motivados com o negócio mesmo após as vendas, resultando em uma experiência de compra satisfatória, retenção desse público e incentivo para que compre mais.

Aumentar as vendas

Essa é a finalidade mais básica de se compreender e a mais buscada por negócios com fins lucrativos. Apesar de o marketing não lidar somente com ações de vendas, a maior parte de seus métodos contribui para a atração e conversão de novos consumidores.

Além disso, é importante ter em mente que os produtos e serviços vendem muito mais com a ajuda do marketing. Nesse caso, é importante saber como definir um preço competitivo, disponibilizar a oferta nos lugares com maior potencial de compra e fazer a promoção das mercadorias para o público adequado.

O lucro com o aumento das vendas precisa ser bem maior do que a quantia investida no marketing, caso contrário, a companhia terá que arcar com prejuízos decorrentes de uma estratégia mal aplicada.

Orientar o consumidor

O marketing é uma excelente alternativa para simplificar a venda de serviços e produtos mais complexos, já que, nessas ofertas, é necessário que os clientes saibam o que estão comprando. Isso garante uma venda qualificada e com contratos mais longos.

Por esse motivo, as empresas investem na elaboração de e-books, artigos, templates, webinars e demais conteúdos que costumam ter êxito nas vendas. Consequentemente, elas conquistam uma imagem de autoridade no ramo de atuação, aumentam a credibilidade e reputação.

Gerenciar uma marca

Administrar uma marca está diretamente ligado ao branding, uma técnica que faz com que ela se torne mais forte, ao estimular o cliente a comprar algo pelo que a empresa significa e não apenas pelo produto em si. Por exemplo: Apple e Coca-Cola.

O objetivo do branding é agregar valor, estruturar e definir valores para uma marca e seus serviços e mercadorias. Esses valores precisam propiciar a identificação, confiança e desejo de compra por parte do público.

Gerar um bom relacionamento com clientes e parceiros

Ao longo da etapa de pré-venda, os consumidores buscam identificar suas demandas e conhecer soluções eficazes. Nesse momento, é importante que a empresa esteja presente e crie uma comunicação adequada para se aproximar das pessoas.

Práticas como enviar newsletters, alimentar o blog com conteúdos interessantes e interagir com os usuários nas redes sociais são maneiras inteligentes de criar uma relação mais próxima com os clientes, fazendo toda diferença nas decisões de compra.

No caso dos parceiros de negócio, como revendedores, distribuidores e fornecedores, os motivos são semelhantes. Ainda existe a possibilidade de agendar reuniões e realizar ligações em um tom menos formal.

Quanto melhor for o relacionamento com esses indivíduos, mais chances de as negociações serem favoráveis para a empresa, podendo resultar em ganho de espaço nas prateleiras dos comerciantes, descontos na renovação de contratos, entre outros benefícios.

Elevar a visibilidade da marca

Antes de pensar em captar clientes, a empresa precisa do marketing para se tornar conhecida em um mercado com diversos concorrentes. Nesse caso, dois pontos que devem estar presentes são a publicidade e propaganda. Eles juntam um grupo de práticas, como criação das personas, pesquisa de mercado e divulgação para propagar o conhecimento de uma oferta e seus valores.

O ideal é fazer com que uma marca ou produto sejam vistos e se tornem populares junto ao público ideal, nos canais corretos e momentos adequados. Por exemplo, não adianta realizar a divulgação em seu Facebook se a maior do seu público utiliza mais o Instagram.

Motivar os funcionários

O marketing não é importante somente para promover relações lucrativas com parceiros e clientes. O público interno da companhia também deve ser foco dessas ações.

Aqui, a estratégia mais adequada é o endomarketing, para motivar e aumentar a satisfação dos colaboradores com objetivos, valores e metas da organização. Para que isso aconteça, são adotadas algumas práticas conhecidas e eficazes, como a gamificação, premiação por desempenho, eventos internos, entre outros.

A preocupação com os funcionários vem do entendimento de que eles são os porta-vozes de uma empresa, além de serem os responsáveis pelo bom funcionamento, qualidade dos serviços e relação com os outros públicos. Então, eles devem ser valorizados e engajados, já que, sem os estímulos certos, a entrega dos resultados não será tão boa.

Ser Top of Mind

Um dos grandes desafios de uma marca é ser Top of Mind. Isso significa ser a primeira marcar a ser lembrada pelo consumidor quando ele deseja um certo tipo de produto ou serviço. Em alguns casos, essa marca atinge um patamar tão alto que se torna um termo genérico na sua categoria.

Objetivo x metas

Se uma empresa quer chegar ao objetivo de marketing e metas pretendidos, alguns pontos precisam ser especificados para que o plano seja preciso. Veja algumas delas.

Seja realista ao estipular os objetivos

Um dos maiores desejos dos empreendedores é ver o negócio se expandir, contudo, ninguém deseja deixar clientes insatisfeitos ou perdê-los no decorrer desse processo. Se quer criar as estratégias adequadas para o seu crescimento, é preciso ter em mente as reais chances de que isso ocorra sem significar a perda da qualidade do serviço, atendimento e identidade da empresa.

Isso representa ter noção dos limites que a equipe consegue atender em comparação ao atendimento atual e refletir sobre o que deve ser feito a partir daí.

Realize um diagnóstico das atuais ações de marketing

Para delinear novos objetivos e metas, é preciso analisar onde estão os maiores esforços atuais de suas práticas de marketing, o quanto elas conseguiram converter até o momento e quanto exigem de seu orçamento e funcionários.

Além disso, é necessário avaliar outras questões que propiciem uma visão daquilo que deve ser mantido, eliminado ou aperfeiçoado. Assim, você terá clareza do que ainda pode ser projetado a partir de agora.

Analise seu orçamento

Não há dúvidas de que o marketing é um investimento que, se realizado da forma correta, garante lucros muito maiores do que as despesas que demanda. Porém, ao definir os objetivos, você deve conhecer o orçamento, para limitar o quanto pode desembolsar e se será preciso realizar mais investimentos para atender às demandas geradas pelas ações aplicadas.

Para isso, você precisa ter em mão um diagnóstico minucioso das finanças, que deve considerar todas as áreas da empresa, para descobrir em quais delas é preciso fazer investimentos.

Estabeleça objetivos e metas mensuráveis

É importante que você tenha atenção com a objetividade e capacidade de as metas serem mensuradas. Objetivos intangíveis dificilmente trarão resultados, de fato, e investir em algo assim pode provocar a desmotivação e frustração em todo o time.

Por outro lado, quando os resultados são atingíveis e concretos, a possibilidade de aumentar o engajamento no local de trabalho é muito maior, o que facilita cada vez mais o alcance de novos objetivos.

Delimite um tempo

Existem objetivos e metas de curto, médio e longo prazo e, para atingi-los, é fundamental que esses prazos estejam claros e estipulados. Por esse motivo, ao defini-los, você deve trabalhar com o tempo para que sejam alcançados, até como uma maneira de avaliar se a estratégia está funcionando ao longo desse processo.

Caso consiga identificar que um plano não está dando certo, é possível agir para alterá-lo a tempo de não perder o investimento. Mas é preciso também cuidar para que os objetivos não se tornem tão rígidos a ponto de estressar todos os envolvidos.

Como definir os objetivos de marketing

A estratégia de cada negócio precisa ser única, considerando o público-alvo, os objetivos, recursos disponíveis e demais fatores. No entanto, alguns pontos são indispensáveis para qualquer empresa que busca fazer do marketing uma poderosa ferramenta. Conheça quais são eles.

Personas consistentes

As personas são essenciais para uma estratégia de marketing bem-sucedida. Elas serão a base de tudo que virá depois, então, falhar na criação delas pode se tornar um grande problema.

Com isso em mente, siga todas as etapas corretamente, sem pular qualquer passo, e reflita bem sobre as perguntas que precisa fazer aos clientes atuais para criar uma persona consistente. Inclusive, você pode criar mais de uma, mas cuidado para que elas sejam realmente o reflexo das pessoas que você pretende atingir com suas ações.

Boas ferramentas

Um profissional necessita de boas ferramentas e o que não falta são opções que podem contribuir muito para o dia a dia. Essas opções podem ser pagas ou gratuitas — o importante é que realizem suas tarefas sem problemas. Entre os recursos mais úteis, estão aqueles para:

  • alavancar as vendas;
  • cuidar do SEO;
  • manter um blog;
  • controlar os perfis nas redes sociais etc.

Canais eficientes de marketing

Existe uma série de canais de marketing que você pode utilizar, e o interessante é que não é preciso escolher apenas um. A atenção aqui é para não ter canais que você não vê com seriedade ou que não seja relevante para a marca. Entre os principais, estão:

  • canais de vídeos: independentemente de ser uma página no site da empresa ou um canal no YouTube, os vídeos vieram para ficar e podem ser essenciais, dependendo do tipo de estratégia;
  • blog: é o canal mais simples e conhecido para produzir conteúdo e obter credibilidade com o público;
  • e-mail marketing: manter uma newsletter é fácil, barato e eficaz para manter os seus clientes motivados;
  • redes sociais: Instagram, Facebook, Snapchat, Twitter, LinkedIn e demais mídias são os canais ideais para se manter próximo dos usuários;
  • SEO: sem dúvida alguma, o Google é uma excelente alternativa para as visitas no seu site.

Compreensão do ambiente digital

Vários erros podem acontecer quando uma empresa investe em marketing digital sem entender como funciona esse ambiente. O resultado pode ser muito ruim, além de refletir diretamente na marca. Ao buscar compreender melhor as regras existentes em relação à conduta na internet, é possível evitar muitos problemas e assegurar que os resultados não sejam prejudicados.

KPIs adequados

Os KPIs são essenciais para avaliar os resultados da ação empregada, mas é necessário escolher os indicadores adequados para mensurar os objetivos definidos. Existem KPIs para marketing, venda, atendimento, SEO e tudo que for importante para as metas. Basta fazer as melhores opções e monitorar.

Ter uma estratégia de marketing bem elaborada e segui-la de perto é uma obrigação para quem deseja aproveitar todas as vantagens que essa prática tem a oferecer.

Como saber se estão coerentes com o estágio de maturidade da empresa

Caso você pretenda saber onde focar sua atenção e quais informações precisa acompanhar para mensurar o sucesso da sua estratégia, você precisa entender alguns quesitos. Veja!

Leads gerados

Gerar leads é um dos componentes mais importantes de uma ação de marketing, já que você atrairá pessoas com interesse real na sua área de atuação ou nos produtos e serviços que a empresa oferece. Por esse motivo, a quantidade de leads gerados pelo negócio vai mostrar se a estratégia está dando certo em atingir sua persona e motivar interesse na oferta.

O correto é acompanhar o resultado das suas ações de geração de leads todos os meses. Dessa forma, conseguirá notar se esse volume estiver em redução e colocar em prática novos métodos para melhorar os efeitos obtidos.

Quantidade de conversão no funil de vendas

Monitorar somente as métricas de marketing não é o suficiente para que você tenha uma visão ampla e estratégica de todas as ações, tendo em vista que os resultados de marketing influenciam diretamente as vendas de um estabelecimento. A melhor forma de identificar os gargalos em uma ação desse porte é acompanhar os números de conversão do funil de vendas.

Geralmente, o funil de vendas é dividido em quatro fases: visitantes, leads, oportunidades e clientes. Então, você precisa monitorar a porcentagem de visitantes que se tornaram leads, os leads que se converteram em oportunidades e as oportunidades que se transformaram em clientes.

Com o acompanhamento desses índices de conversão entre cada fase de sua estratégia, podem surgir insights que vão alterar a forma como sua empresa realiza o marketing. Se converte poucos visitantes em leads, por exemplo, pode ser o momento de rever as ações de geração de leads e focar novos métodos para melhorar e esses resultados.

Chances de vendas

Uma ação de marketing que realmente funciona é aquela que entrega chances de vendas para serem trabalhadas pela equipe comercial. Por isso, monitorar a taxa de oportunidades de vendas propiciadas pelas estratégias aplicadas vai mostrar se as ações estão surtindo efeito em relação às vendas do negócio.

No começo das operações de Inbound Marketing de uma marca, é possível que todos os leads sejam oportunidades de vendas. Nessa etapa, é norma que a quantidade de leads seja menor em relação à capacidade de atendimento do time de vendas. Assim, ele pode entrar em contato com todos.

Porém, chega uma hora em que as práticas de marketing resultam em mais leads do que a equipe consegue atender, logo, é o momento de tomar uma nova iniciativa e fazer um plano de qualificação de leads. Dessa forma, controlar o número de oportunidades de vendas ao mês vai auxiliar a compreender o êxito da estratégia e perceber se está conseguindo qualificar os leads de forma a fornecer os melhores para o time de vendas.

Custo na obtenção de clientes

Você já parou para pensar o quanto pagaria para obter um novo cliente? Não saber quanto o negócio gasta para conquistar cada cliente novo é uma falha que pode levar a prejuízos no setor de marketing e no de vendas.

Por esse motivo, é necessário calcular o custo de aquisição de clientes, chamado de CAC. Para isso, basta somar o investimento feito em marketing e em vendas, e dividir a quantia pelo número de clientes captados em certo período — por exemplo, um mês, seis meses, um ano etc.

Saber esse valor vai ajudar a definir o seu orçamento nessa área, além de averiguar se a sua estratégia é eficiente o bastante para adquirir mais clientes com menor custo.

Retorno sobre investimento

A ideia final de toda ação de marketing é obter retorno financeiro para a companhia. Uma estratégia que gasta mais dinheiro do que a receita gerada não está sendo bem-sucedida e deve ser avaliada e melhorada.

O Retorno sobre Investimento (ROI) é uma métrica que indica se um investimento conseguiu saldo positivo ou negativo. Para isso, você deve subtrair os gastos da estratégia de marketing da receita obtida por ela e dividir o valor pelos custos. O resultado se dá por uma porcentagem ou fator.

Por exemplo, em um ano, se você investiu R$10.000,00 em marketing e gerou R$40.000,00 em receita, seu ROI foi de 3x ou 300%. Isso quer dizer que, a cada R$1,00 investido, conseguiu gerar R$3,00 de lucro.

Um ROI positivo retrata que a ação gera lucro para o negócio, e um ROI negativo consiste em um gasto maior do que o aceitável para conquistar novos clientes.

Como inclui-los no planejamento de curto e longo prazo

O plano de marketing faz parte do planejamento estratégico da empresa. Isso significa que é importante estabelecer primeiro a visão da organização, o modelo de negócio, o core business e as ações competitivas.

Na estruturação do marketing, é possível englobar o lançamento de uma empresa, assim como de um ou todos os produtos fabricados. Nele, é preciso incluir projeções de longo prazo, no entanto, as estratégias e seus orçamentos devem se referir a um período curto, normalmente, de um ano.

Esse plano precisa ser revisto de acordo com as demandas da empresa em relação à área de atuação. Em negócios mais instáveis e departamentos mais voláteis, é necessário que ele seja avaliado de uma forma mais frequente.

Inclusive, é importante que o documento do ano seguinte apresente uma evolução quando comparado com o do ano anterior. A análise deve começar pela capacidade da instituição de prever cenários, atingir metas, elaborar estratégias adequadas e executar as ações com eficiência.

Necessidade de ajuda profissional

A definição das estratégias de marketing pode gerar muitos resultados positivos com as soluções apresentadas durante o conteúdo. Contudo, é necessário fundamentar o plano por meio de análise de dados e fatos sobre o mercado, público-alvo e concorrentes. A melhor maneira de fazer isso é por meio da ajuda de profissionais especializados no assunto.

O profissional de marketing é responsável por identificar e avaliar as oportunidades da empresa e, a partir isso, ele planeja as ações adequadas para atrair e fidelizar o consumidor, divulgando a mensagem e o produto de uma marca. Para isso, precisa:

Não existe uma fórmula secreta — o importante é ter foco, determinação e conhecimento para alcançar todas as expectativas.

Reunimos neste post os principais objetivos de marketing e as melhores maneiras para atingi-los. O campo de estratégias é vasto e, por isso, é necessário fazer um estudo sobre a empresa e as oportunidades que ela pode conquistar para fazer um plano adequado e conquistar o sucesso tão esperado.

Gostou deste post e quer conhecer ainda mais sobre marketing? Então, aproveite sua visita para baixar o e-book: “Marketing de resultado: aprenda como impulsionar seus rendimentos”!

Powered by Rock Convert
Leia este post e aprenda a definir seus objetivos de marketing de forma eficiente!