O segredo das marcas mais valiosas do mundo: 6 lições de branding

O sonho de qualquer empreendedor é ver o seu negócio crescendo de forma saudável e rentável. Contudo, o suprassumo é conquistar uma posição na lista de marcas mais valiosas do mundo, e para ganhar um lugar nesse ranking é preciso executar ações de branding certeiras.

Pensando nisso, reunimos a lista com as marcas mais valiosas do mundo e analisamos o que elas têm em comum. Ficou curioso? Então continue a leitura e confira!

A lista das marcas mais valiosas do mundo

Recentemente, a Interbrand realizou uma pesquisa para entender quais são as marcas mais valiosas do mundo, que são:

  • Amazon;
  • Apple;
  • Google;
  • Samsung;
  • Facebook;
  • AT&T;
  • Microsoft;
  • Verizon;
  • Walmart;
  • ICBC;
  • China Construction Bank;
  • Alibaba;
  • China Mobile;
  • Wells Fargo;
  • Mercedes-Benz;
  • Toyota;
  • BMW;
  • Bank of China;
  • State Grid;
  • NTT Group.

Vale pontuar que a análise levou em consideração algumas questões, como:

  • performance financeira dos serviços e produtos oferecidos pela marca;
  • relevância da marca para praticar preços maiores;
  • importância da marca no processo de decisão de compra do consumidor.

Notoriamente, a importância da marca está diretamente relacionada ao valor do negócio, mas como promover a relevância de uma marca e trabalhar o branding a ponto de aumentar o valor da empresa? Analisamos a atitude das empresas mais valiosas do mundo e reunimos uma lista de ações que todas elas realizam com cuidado para se manter no topo dessa lista.

6 características que as marcas mais valiosas do mundo têm em comum

Sem dúvidas as marcas mais valiosas do mundo têm algumas características em comum, além de estarem no topo da lista. Principalmente quando a questão é atitude e compromisso para com o cliente e sociedade, mas existem muitos outros pontos. Confira!

1. Alta relevância para o consumidor

O consumidor de hoje é complexo, uma vez que ele deseja ter uma relação mais próxima e desenvolvida com as marcas. Apenas comprar produtos e usá-los não é o suficiente, é necessário ter identificação, reconhecimento e, sobretudo, relevância.

Seth Godin, autor de “Marketing de Permissão” e um dos principais gurus de marketing da atualidade, indica que, para um processo de comunicação ser eficiente, é necessário que a marca transmita uma mensagem de forma pessoal, antecipada e, especialmente, relevante.

2. Alinhamento entre promessa e entrega

Por todo o lado é comentado sobre a importância de efetuar um bom marketing de experiência. Porém, infelizmente, essa questão ainda não parece ser tão significativa para as empresas na prática. Afinal, o Reclame Aqui ainda recebe centenas de mensagens insatisfeitas diariamente.

E uma coisa é certa: essas marcas que se submetem a receber tantas reclamações não são as mais valiosas do mercado. Isso porque as empresas preciosas se importam com o alinhamento entre o que prometem e o que realmente entregam para seus clientes.

Um exemplo positivo e interessante de ser citado é o da FEDex, empresa reconhecida por todo o mercado pela sua habilidade de entrega efetiva, por cumprir tudo o que promete ao público e por ter um sistema de operação de invejar.

Um ponto curioso é que o branding da empresa de transporte de mercadorias não é focado em transmitir a mensagem de entregar pacotes de forma simplória, mas, sim, de cuidar deles enquanto são transportados. Esse processo de comunicação, com certeza, é inovador e faz o negócio se destacar dos demais.

3. Relacionamento com o cliente

No livro “Marketing de Permissão”, Seth Godin explica como o processo de comunicação entre os responsáveis pelas instituições católicas para com seus paroquianos é eficiente. De acordo com o autor, os frequentadores da igreja vão até a instituição esperando que lhes peçam algo, e isso transforma todo o processo.

Além disso, os responsáveis pelas instituições utilizam a mesma linguagem de seu público e, com isso, gera-se uma aproximação e afinidade significativa. O que é muito importante já que, de acordo com Robbert Cialdini, no livro “As Armas da Persuasão”, a afeição e afinidade são um dos pilares que mais promovem relacionamentos.

Logo, mostrar para o público que a marca tem os mesmos valores que ele, utilizar a mesma linguagem e entender seus sentimentos e situações são alguns dos primeiros passos para gerar um relacionamento estreito para com o consumidor e trabalhar ainda mais a imagem da marca perante o público.

4. Forte e única mensagem

Sem dúvidas é necessário adaptar a mensagem transmitida pela marca regionalmente — contudo, vale lembrar que adaptar não é mudar completamente. As empresas mais valiosas do mundo trabalham exaustivamente para manter a comunicação alinhada em todos os cantos. Um exemplo clássico é o da Coca-cola, com slogans como:

  • “Nascer do sol bem gelado”;
  • “A pausa que refresca”;
  • “Gostoso é viver”.

São exemplos de que a marca global de refrigerantes — a empresa de bebida mais valiosa do mundo — sabe o que está fazendo. Afinal, eles são conhecidos e exaustivamente desenvolvidos em todos os pontos de contato do cliente, desde nas redes sociais até nos próprios pontos de venda.

5. Geração de propósito

Muito se fala sobre propósitos — inclusive, uma das personalidades mais admiradas no empreendedorismo brasileiro, Gustavo Caetano, indica várias vezes em seu livro “Pense Simples” a importância de um negócio trabalhar por uma causa maior.

Esse processo é importante tanto para a questão do branding quanto para atrair e reter talentos, estreitar relacionamento com os stakeholders e para a empresa ter um motivo maior de existência, além do lucro puro.

6. Destaque da competitividade

No senso comum, dizem que quanto mais competitivo um mercado, maior a qualidade de serviço e produto é entregue — e, sem dúvidas, parece que é verdade.

Empresas que estão em ramos de alta competitividade precisam centrar a atenção no cliente e se tornarem a escolha principal do público para sobreviverem. Por outro lado, para o mercado em geral, uma empresa que é escolhida em um cenário de alta competição tem alto valor.

O sonho de qualquer empresa é conquistar reconhecimento de mercado, mas, para isso, é preciso trabalhar o branding, assim como as marcas mais valiosas do mundo, e executar ações específicas.

De nada adianta as ações se não houver uma boa gestão por trás. Portanto, aproveite o momento e leia agora mesmo o nosso post que ensina a como fazer a gestão da marca sem erros.

banner-ebook-mkt-resultadoPowered by Rock Convert