O que levar em consideração ao contratar uma agência digital?

Empresas de todos os tipos, portes e com públicos dos mais diversos investem diariamente em estratégias de marketing digital. Isso já mostra como o ambiente online pode ser promissor na conquista de resultados.

Porém, é preciso capacidade técnica para executar um bom trabalho e colher bons frutos. Nesse contexto, a contratação de uma agência digital com profissionais qualificados, certificações específicas e bons comportamentos se torna essencial. Porém, esse processo pode ficar custoso para a empresa, sobretudo, para aquelas que estão mergulhando no digital pela primeira vez. Por isso, as agências especializadas surgem como uma ótima solução.

Pensando no assunto, reunimos neste post as principais informações que você precisa saber antes de escolher a sua agência. Confira!

O que é uma agência digital?

As agências focadas em estratégias digitais têm o objetivo de executar ações para atingirem os objetivos de seus clientes no ambiente online. Esses focos podem variar, indo desde a aquisição de leads até o trabalho de branding. Tudo vai depender da estratégia geral do negócio. Com esses focos em mãos, a agência consegue executar um bom trabalho.

Especializada ou generalista

Um ponto importante a ser notado é que, com a grande quantidade de canais e informação técnica que uma empresa necessita ter para executar um bom trabalho, surgem agências especializadas em pontos específicos. Ou seja, trabalham de forma vertical, oferecendo serviços específicos, como mídias pagas, otimização de sites para os motores de buscas, gerenciamento de redes sociais, entre outros.

Também existem no mercado as agências generalistas, que oferecem a seus clientes um pouco de cada canal. Porém, é muito importante saber que existe essa divisão para fazer realmente a melhor escolha para sua empresa.

Internalizar ou terceirizar

Gerenciar um departamento que foge às especialidades do gestor — que geralmente está sobrecarregado e mal tem tempo de executar as tarefas que já estão em sua agenda — pode ser um obstáculo para a real conquista de resultados.

Para os gestores que insistem em aprender e executar ao menos uma parte do processo, nossa primeira dica é prestar atenção na quantidade de informações que precisam ser estudadas para realizar um bom trabalho.

É importante também perceber que os canais e redes estão sempre se atualizando. A rede de Mark Zuckerberg, por exemplo, passa por constantes atualizações. Logo, para manter sua estratégia competitiva e conquistando bons resultados, é imprescindível estudar de forma frequente, e essa frequência significa praticamente todos os dias.

Um outro ponto a ser analisado é o investimento a ser feito. Praticar o outsourcing é uma ação interessante para ter especialistas executando as estratégias sem arcar com as despesas sozinho. Afinal, os melhores profissionais estão nas agências e, para a sua empresa pagar sozinha por eles, é necessária uma quantia que pode prejudicar o retorno sobre o investimento das ações.

Nesse sentido, dividir os custos desses profissionais com outras empresas que têm o mesmo objetivo e executar estratégias com profissionais qualificados a um custo interessante é uma boa solução.

Além de tudo o que comentamos até o momento, existe o foco. Com a sua empresa voltada para as questões estratégicas — ou seja, em ações que nenhuma outra organização pode executar por ela —, o seu time estará mais orientado. Pensando em todo esse processo, internalizar mais atividades e responsabilidades pode ser prejudicial ao futuro da empresa.

Quais são as funções de uma agência digital?

De acordo com o Digitalks, todos os meses, cerca de 55% dos brasileiros efetuam ao menos uma compra em ambiente online. Para aproveitar todo esse público, as agências digitais:

  • planejam estratégias alinhadas com os objetivos da empresa;
  • fazem um levantamento sobre as características do público-alvo;
  • elaboram um funil de marketing;
  • conduzem um acordo de serviço entre o time comercial do cliente e a agência;
  • produzem conteúdo relevante para a persona;
  • escolhem os melhores canais de distribuição de conteúdo;
  • mensuram e acompanham resultados;
  • analisam gaps do processo de marketing;
  • gerenciam as mídias sociais;
  • comprometem-se a conquistar determinadas quantidade de leads;
  • otimizam anúncios, títulos de publicações e conteúdos;
  • executam anúncios em redes sociais e canais;
  • propõem publieditoriais em canais específicos;
  • otimizam os sites dos clientes para os motores de buscas;
  • executam parcerias estratégicas de comarketing e guest posts;
  • impulsionam os backlinks;
  • geram relatórios;
  • fazem análises diárias para enxergar novas oportunidades de conquista de resultados;
  • atualizam-se com as novidades do mercado digital;
  • propõem novas ações, como o endomarketing para transformar seus colaboradores em influenciadores digitais;
  • acompanham as atividades digitais dos concorrentes, entre outras centenas de ações.

Conforme indicamos, essas atividades variam de acordo com o perfil de cada agência. Logo, para escolher a melhor opção de parceria para a sua empresa, é necessário estudar bastante as opções e relacionar o que cada possível parceira tem a oferecer com o que a sua empresa realmente precisa e está buscando.

Pensando na importância desse estudo, reunimos a seguir alguns pontos que você deve levar em consideração no momento de escolher a agência ideal. Entre eles, estão a proximidade física, os argumentos, as reais necessidades da sua empresa e a existência de cases. Veja detalhadamente no próximo tópico!

O que levar em consideração no momento de escolher sua agência?

O momento da escolha da agência parceira é crucial. Afinal, é o primeiro passo rumo à conquista de resultados no ambiente online. Porém, para eles chegarem realmente, é preciso um estudo prévio de quem será a parceira responsável por essa execução. Pensando nisso, reunimos a seguir alguns aspectos que merecem atenção no momento de escolher a agência ideal para ser sua parceira. Confira!

Proximidade física

Se os clientes já compram online sem que seja necessário ir até a sua empresa, por que você precisa estar de forma presencial na empresa criativa? Da mesma forma, saiba que é possível executar um bom trabalho e ter uma relação de parceria estreita entre agência e empresa por meio da internet. Hoje, inclusive, já existem várias soluções que facilitam esse processo, como o Skype, Google Hangouts e até mesmo o tradicional e-mail.

No entanto, se a sua empresa preza por reuniões presenciais e um contato ainda mais próximo para com a agência contratada, é importante levar isso em consideração.

Prazo de contrato

Uma campanha específica pode ser temporal, como a do Dia das Mães. Por outro lado, sua empresa pode precisar de uma estratégia que seja executada de maneira contínua. Um exemplo desse segundo caso são estratégias de Inbound Marketing.

Elas precisam de um tempo considerável de execução para atingirem bons resultados e, com uma duração extensa, a empresa tende a potencializar a conquista de resultados e ganhar escala, reduzindo o custo de aquisição de clientes. Nesse sentido, é preciso analisar as reais necessidades do negócio e, em seguida, escolher a agência que trabalha com prazos de contrato mais alinhados com suas expectativas.

Exclusividade

Algumas agências cobram uma taxa de exclusividade. Para determinadas empresas, essa questão pode ser um diferencial no ato de contratação do parceiro. Isso porque essa taxa garante que a agência não vai atender possíveis concorrentes de negócio e que não produzirá estratégias para concorrer com a sua empresa.

Imagine a mesma agência trabalhando para os seus concorrentes! Tendo isso em vista, analise a sua estratégia e o posicionamento do negócio, e decida se é estratégico investir nessa taxa. Se sim, busque uma agência que trabalhe dessa forma.

Agência e consultoria

Antes de firmar parcerias com outras empresas, é preciso entender com profundidade as necessidades da sua empresa. Nesse sentido, entenda se é preciso uma análise do contexto em que seus produtos e serviços são oferecidos, ou se é necessária a execução de ações. Com esse entendimento claro, é possível fazer a melhor escolha. Afinal, agências executam, otimizam e analisam. Por outro lado, consultorias analisam e orientam.

Para ajudar nesse processo, temos uma dica. Analise qual é o objetivo dessa contratação. Se sua empresa quer que seus funcionários sejam independentes e consigam executar determinadas ações de marketing, uma consultoria é a melhor opção. Porém, se o foco é terceirizar responsabilidades, sem dúvidas, a melhor alternativa é a contratação de uma agência.

Cases no segmento

Uma agência que conhece o segmento em que sua empresa atua faz toda a diferença, principalmente, na velocidade com que as ações poderão se desenrolar. Por isso, analise os casos de sucesso da agência e entenda na prática o que ela pode oferecer à sua empresa.

Tamanho

Analise o tamanho da agência a ser contratada. Se por um lado, pequenas agências oferecem exclusividade à sua empresa — sem oferecer serviços aos concorrentes, por exemplo —, as maiores têm capacidade de absorver mais demandas à medida que o processo de marketing avança.

Parcerias e certificações

Sem dúvidas, é um desafio entender se a empresa criativa tem a técnica necessária para executar um bom trabalho. Caso ela não tenha, o principal benefício de se firmar uma parceria dessas é perdido: o de contratar especialistas a um custo interessante, que proteja o retorno sobre o investimento.

Como solução, surgem as certificações de canais que são referências no mercado digital. Algumas delas são:

  • Google Partners, para anúncios das plataformas Google, como YouTube, redes de pesquisa do buscador e display nos canais parceiros;
  • Resultados Digitais, para estratégias de Inbound Marketing e marketing digital, no geral;
  • Hubspot, também para estratégias de Inbound Marketing.

Postura

Se uma agência faz tudo o que um cliente solicita, ela está trabalhando no piloto automático. Isso significa que ela não analisa as ações que toma. Por isso, se uma empresa criativa nega ou até mesmo questiona uma posição sua, enxergue com bons olhos. Afinal, eles estão estudando a sua marca e propondo decisões que consideram as mais certeiras.

Um exemplo interessante é quando o cliente solicita o aumento do logo. Uma boa parte das agências cede ao pedido. Por outro lado, algumas mostram o quanto a peça pode ser prejudicada com essa decisão.

Argumento

Há agências que argumentam suas ações com clichês de fortalecimento de marca e criação de presença. Mas a verdade é que, muitas vezes, esses raciocínios dão voltas e não entregam os resultados dos quais a empresa necessita. Por esse motivo, analise a linha de argumento da agência. Ela apresenta resultados tangíveis ou apenas delonga as explicações?

Formalização

Para proteger a relação entre empresa e agência, é preciso formalizar. Isso significa especificar em contrato quais são as responsabilidades de cada lado e o que acontece diante de cada situação.

Na prática, por exemplo, se está no contrato que a agência trabalha apenas 50 horas no projeto da sua empresa, quando essa quantidade for atingida, você automaticamente saberá que é necessário contratar mais horas da empresa e não ficará frustrado acreditando que está sendo mal atendido.

Proatividade

Sem dúvidas, uma agência de marketing digital vai tirar uma boa quantidade de trabalho das costas da sua equipe, mas, para todo o processo funcionar, é necessário que o seu time seja proativo e repasse informações para a empresa criativa. O trabalho de marketing digital não é executado apenas pela agência. É uma parceria. E nesse sentido, é preciso saber disso para não gerar frustração.

Quais as vantagens de se contratar uma agência digital?

Agora que você já conhece todo o processo para entender qual é a agência ideal para a sua empresa, chegou o momento de conhecer as vantagens dessa contratação, que, aliás, são várias! A seguir, abordaremos algumas. Confira!

Especialização

Para atuar em marketing digital de uma forma que dê resultado, é preciso técnica. E, pela quantidade de canais existentes e pela complexidade deles, surge uma necessidade de segmentação aguda.

Por isso, hoje, é possível perceber que existem agências especializadas em partes de processos, canais de anúncios, tipos de serviços, entre outros. Por exemplo, existe a empresa criativa que foca apenas anúncios do Google Adwords e existe aquela agência que trabalha apenas com a criação de conteúdo para redes sociais. Toda essa segmentação gera uma especialização que, por sua vez, gera bons resultados.

Retorno sobre investimento

Devido à segmentação e à alta capacidade técnica dos times, essas empresas conseguem otimizar seus processos e serviços para conquistar mais resultados com os mesmos investimentos.  Isso significa que, com a contratação de uma agência digital, provavelmente, sua empresa vai ter um resultado maior sem investir mais.

Mensuração

O ambiente digital é completamente mensurável e a possibilidade de monitoramento faz com que seu processo de marketing se torne menos intrusivo, mais certeiro e inteligente, aumentando o engajamento da campanha, além de permitir entrar em contato com seus leads apenas nos momentos ideais. Ou seja, quando eles estão mais receptivos. É quase como se soubesse os números da Mega Sena antes de apostar!

Na prática, é possível verificar por meio de plataformas — como a da Resultados Digitais — se um cliente acessou determinada página de um site. Também é possível enviar um e-mail para todos aqueles que fizeram alguma ação dentro da página online da sua empresa. Há também a possibilidade de criar um anúncio específico para aquela pessoa que acabou de clicar em um produto. Esses são apenas alguns dos exemplos de ações que podem ser realizadas com os dados em mãos, afinal, o ambiente digital impulsiona a mensuração inteligente.

Qualificação e certificação

Como citamos, para executar um bom trabalho no ambiente digital e colher bons frutos, é preciso ter uma boa capacitação técnica. Isso as agências digitais têm de sobra! De forma geral, elas estão sempre antenadas nas tendências do marketing digital, novas metodologias, canais do momento e ferramentas que estão sendo usadas e prometem entregar diferenciais competitivos, sabendo executar uma boa estratégia para atrair um ROI positivo.

Se todo esse trabalho for executado internamente na sua empresa, por exemplo, é provável que o resultado não venha em curto prazo. Afinal, o time terá que aprender o básico e ir brincando de fazer marketing até entender como todo o processo funciona. Vale lembrar que tudo isso gera um custo e desperdício de possíveis verbas de anúncios. Por outro lado, as agências digitais já estão preparadas para a execução, otimizando seus investimentos.

Sobrecarga

Internalizar um processo que pode não ser familiar pode sobrecarregar o time que ainda não está acostumado com essa nova área. Sem dúvidas, ter uma equipe saturada é um risco em todos os aspectos.

Nesse contexto, é possível que o trabalho seja caro para a empresa, traga um retorno negativo, tire o foco do time de outras áreas importantes e ainda saia mal feito, atrapalhando a presença de marca na internet e gerando prejuízo de campanha. Aqui, a nossa dica é para a sua equipe focar aquilo que ela sabe fazer de melhor!

Ferramentas e recursos

No mercado, existem diversas possibilidades, canais e recursos para se executar uma boa estratégia de marketing digital. Para ajudar a sua empresa nesse aspecto, as agências não apenas indicam os mais alinhados com a estratégia do seu negócio como também se tornam responsáveis pela contratação deles, pedidos de orçamento e também pela manutenção, integração e outras atividades operacionais que o recurso solicita.

Cases

Uma agência experiente que já foi responsável por contas de negócios similares ao seu tem uma bagagem que é fundamental na hora de desenhar a estratégia. Nesse sentido, contar com o know-how de estratégias passadas é um diferencial para potencializar a curva do sucesso de uma estratégia.

Agência ou HUB?

De forma geral, as agências de publicidade e propaganda entregam serviços de qualidade, com bons planejamentos estratégicos e uma ótima execução. No entanto, seus preços são consideravelmente altos. Por outro lado, existem as consultorias. Essas empresas analisam o cenário em que a empresa está e fazem um diagnóstico profundo, indicando soluções em seguida. Porém, elas não executam as ações que indicam.

Em um terceiro momento, pode-se considerar as agências digitais. Essas, por sua vez, têm uma ótima capacidade técnica, estão sempre atualizadas e contam com profissionais altamente qualificados para executar os projetos e a estratégia da sua empresa. Porém, elas são carentes de capacidade criativa e também não planejam de forma eficiente.

Alguns profissionais podem até pensar em contratar todas as empresas juntas, para que uma supra a carência da outra. Porém, financeiramente, essa estratégia é inviável, pelo menos, para as empresas que estão focadas em conquistar um retorno sobre investimento positivo. Para atender a essas necessidades, surge o HUB Criação.

O HUB é como um grande departamento de sucesso do cliente, que concentra profissionais de alta qualificação para desenvolver estratégias focadas em solucionar qualquer problema de comunicação que uma empresa enfrenta.

Por meio dessa modalidade, é possível contratar especialistas a um custo acessível e com ótima qualificação. Ou seja, é diferente das agências, que demandam um investimento significativo para se manter especialistas atuando — valor que, em um segundo momento, é repassado aos clientes, o que gera uma dificuldade de oferecer valores mais acessíveis.

Thiago Filomeno, CEO do HUB, acredita na tendência win-win. Por isso, ele afirma:

“Acredito que um mercado no qual todos ganham é a única forma de garantir sustentabilidade. Nossa constelação está sempre pronta para receber novas estrelas, seja um cliente, um parceiro ou um colaborador.”

Benefícios oferecidos pelo HUB

Como indicado, o HUB Criação surgiu para solucionar um problema do mercado a um custo viável para a grande maioria das empresas, tendo em vista que o mercado é carente de soluções que entreguem bons resultados com um custo-benefício positivo para o contratante.

O modelo de negócio do HUB oferece vários benefícios. Alguns deles são:

  • a concentração de profissionais experientes e capacitados em um só local;
  • a entrega do melhor resultado a um preço viável;
  • uma estrutura enxuta para a execução dos projetos, o que reduz o custo e, consequentemente, o valor final para o cliente;
  • a simplicidade de gerenciar apenas um fornecedor, entre outros.

Agora que você já tem as principais informações sobre o que levar em consideração ao contratar uma agência digital, quais são seus benefícios, seus pontos fracos e entende as soluções do mercado, chegou o momento de escolher o parceiro ideal para as necessidades do seu negócio.

Nossa dica é que você analise a relação de custo-benefício da solução examinada, pesquise sobre os pontos que citamos neste post e converse com pessoas experientes que possam agregar na sua análise. Aliás, para começar esse processo, entre em contato conosco! Nós podemos ajudar você nesse estudo!

banner-ebook-mkt-resultadoPowered by Rock Convert