Marketing digital: saiba tudo para traçar a sua estratégia online

O marketing mudou e as empresas precisam mudar com ele. Estar nas mídias sociais e digitais, hoje em dia, é um imperativo para as organizações que desejam continuar sendo destaque entre as concorrências. Isso vale também para marcas, profissionais e instituições.

Empreender é uma tarefa que exige muita criatividade, dedicação e, principalmente, muito planejamento. A boa notícia é que atualmente existem diversas técnicas e ferramentas de marketing que o empreendedor pode utilizar para ganhar o mercado. Uma ferramenta indispensável é o marketing digital.

Fazer um bom plano de marketing digital pode ser a chance de uma empresa se diferenciar das concorrências na hora de aumentar as oportunidades do seu negócio.

Essa vertente do marketing já faz parte do dia a dia de qualquer pessoa que tenha acesso à Internet. Ela surgiu há cerca de 20 anos, tem uma história de inovação e em tão pouco tempo conseguiu revolucionar a maneira de como as organizações promovem suas marcas no ambiente digital.

No Brasil, segundo pesquisa, mais da metade da população tem acesso à Internet na residência. Tais dados mostram que o ambiente digital se tornou um excelente meio para se investir em marketing e criar uma ótima presença para o negócio.

Então, se você quer saber mais sobre o marketing digital, continue acompanhando os próximos tópicos e entenda como essa estratégia está se tornando imprescindível a cada dia. Boa leitura!

O que é marketing digital?

O marketing digital é um conjunto de ações ou atividades que uma empresa (ou pessoa) executa no ambiente online. O objetivo principal é criar relacionamentos, atrair novos negócios e desenvolver uma identidade da marca. Algumas das principais estratégias são o Marketing de Conteúdo, Inbound Marketing e SEO.

Existe uma participação maior do público nesse tipo de marketing e, na comunicação online, o marketing digital foca mais no interesse do público-alvo do que na empresa.

Além disso, nas redes sociais, por exemplo, que são sites bastante interativos, o marketing é feito não só pelo empreendedor, mas também pelos clientes, por meio de dicas, recomendações online, comentários e compartilhamentos.

Não é nada surpreendente, portanto, que os orçamentos estejam caminhando para esse “novo” modelo de marketing. Afinal, ele possui inúmeros benefícios em relação ao marketing tradicional, além de permitir um maior retorno sobre investimento.

Sem contar que o marketing digital é bem mais fácil de mensurar, tem métricas mais transparentes e se tornou fundamental para empresas de todos os mercados, sejam B2B (as que vendem produtos/ serviços para outras empresas), sejam B2C (as que vendem para o consumidor).

O comportamento do consumidor perante a tecnologia

A Internet e as novas tecnologias trouxeram mudanças significativas no perfil dos consumidores. Hoje em dia, um cliente sabe o que deseja, quando deseja e onde vai adquirir um produto ou serviço, após pesquisar e aprender tudo sobre a solução que está procurando. São consumidores mais atentos e capazes de exigir seus direitos.

Diante desse cenário, é fundamental estar atento ao comportamento desse público. Pensando nisso, destacamos as principais tendências de marketing digital que exigem a atenção do empreendedor:

O consumidor é o principal formador de opinião

A opinião dos clientes na web vale muito e é capaz de transformar a imagem de uma marca completamente. Os relatos de experiência com os produtos e serviços, os feedbacks e opiniões que são registrados diariamente ditam o ritmo do mercado.

Quando tais informações valiosas são bem utilizadas pela empresa, elas podem dar um bom direcionamento para as campanhas futuras.

As redes serão cada vez mais segmentadas

As pessoas produziam conteúdo em redes amplas, como Facebook e Twitter, sem categorização pré-definida. Mas, hoje, é possível perceber que essas pessoas estão migrando para redes segmentadas. Redes apenas de apreciadores de vinhos, de cabelos cacheados e vários outros nichos.

As empresas têm criado aplicativos a fim de criar uma interação mais próxima com os consumidores, reunindo o segmento em um único espaço. Tudo isso tem lógica, já que o usuário se sente mais acolhido em uma comunidade menor.

Todos querem o ambiente mobile

Com tanto avanços na tecnologia, as pessoas deixaram de ter computador de mesa em casa, e passaram a acessar conteúdos por meio de smartphones e tablets, por exemplo. Isso acontece pela facilidade que elas podem operar um dispositivo mobile, em qualquer situação e lugar.

Comunicação por dados e vídeos

Atualmente as pessoas utilizam muito mais mensagens, vídeos e sons do que ligações por voz. As empresas precisam compreender essa tendência para que possam desenvolver produtos e serviços que se adequem a esse novo perfil de consumidor.

Presença digital: por que a sua empresa deve ter

A presença digital significa, de maneira bem genérica, tudo o que uma empresa tem na internet. Seja uma imagem, um texto, um site, um perfil nas redes sociais, entre outros. Veja, então, os principais motivos que levam uma empresa a ter presença digital hoje em dia:

Aumento de faturamento

Já pensou em dobrar o faturamento do seu negócio com venda de produtos ou serviços? Com uma estratégia inteligente de presença digital é possível conquistar esse objetivo. Afinal, você será encontrado por meio da Internet (um dos meios mais utilizados pelas pessoas ao buscar uma solução).

Construção de marca

Com a presença digital, você vai poder construir a sua marca na mente dos clientes, reforçando as qualidades e vantagens de adquirir o seu produto/serviço.

Além de aumentar a quantidade de vezes que eles vão ouvir falar sobre a sua empresa, criando, assim, uma maior relevância.

Maior alcance

Nas mídias digitais é possível alcançar mais potenciais clientes do que em outros lugares. E o melhor: a Internet é uma das maneiras mais baratas de se potencializar tal alcance, pois os gastos são pequenos e uma enorme quantidade de pessoas a acessa todos os dias.

Potencialidades e falhas identificadas

Uma grande vantagem da presença digital é poder abrir outros canais para receber sugestões e críticas construtivas a fim de identificar falhas e potencialidades nos negócios.

Afinal, como fazer marketing digital?

São inúmeras as possibilidades de aplicações do marketing digital. No entanto, existem as estratégias que recebem mais destaque por serem utilizadas pela grande maioria das empresas e por trazerem resultados positivos. São elas:

  • Marketing de Conteúdo;
  • Redes Sociais;
  • E-mail marketing
  • Otimização de Conversão – CRO (Conversion Rate Optimization);
  • Marketing de Busca – SEM (Search Engine Marketing).

Marketing de Conteúdo

Podemos dizer que é todo o conteúdo que é feito para informar, educar ou entreter um futuro cliente. Essa é uma maneira de engajar os clientes por meio de conteúdos relevantes e valiosos, atraindo e gerando valor para o público a fim de criar uma percepção positiva da marca e, com isso, gerar mais negócios.

Redes Sociais

As redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter, por exemplo, têm se popularizado cada vez mais como uma nova forma de socialização online. As mídias são hoje um espaço fundamental para as empresas que procuram novos canais para fazer marketing digital. Sem contar que são essenciais para que a marca crie e mantenha um bom relacionamento com o cliente.

E-mail Marketing

O e-mail marketing é o envio direto de uma mensagem comercial para um grupo de pessoas, por meio de e-mail. É uma maneira bastante pessoal para se comunicar com os clientes e que tem um grande alcance.

Conversion Rate Optimization- CRO

Traduzindo significa “Otimização de Conversão”. Essa é uma forma sistemática de melhorar a performance de um site, extraindo mais do tráfego que já se tem. Sendo assim, o objetivo é ter mais conversões sem precisar aumentar o tráfego. Lembrando que conversão, no seu modelo mais conhecido e clássico, é a ação que leva uma pessoa a comprar um produto ou serviço.

Marketing de Busca – SEM (Search Engine Marketing)

O grande propósito do SEM (Search Engine Marketing) é levar um site a ser privilegiado e fazer com que ele apareça com prioridade para as pessoas que buscam algo relacionado a ele. São inúmeras técnicas que se utilizam dos mecanismos de busca afim de realizar as ações de um negócio. O SEM se divide em dois formatos, o pago e o gratuito.

Planejamento de marketing digital

O que é planejamento de marketing digital

O planejamento de marketing digital é simplesmente o planejamento de todas as ações de marketing que uma empresa vai executar no ambiente online. Desse modo, podemos dizer que se trata de uma etapa da construção da estratégia que tem por objetivo determinar as metas de uma campanha.

Resumindo: é o que servirá de norte para as ações da empresa no território online. Um bom planejamento vai depender das características do empreendimento e do empreendedor.

Como fazer um planejamento de marketing digital?

Tudo vai começar por uma boa pesquisa. É ela que vai apontar a direção para a comunicação. Nesse momento, é importante traçar os objetivos em função das oportunidades de mercado e, claro, conhecer o cenário em que a empresa atua. Além de descobrir dados relevantes sobre a concorrência. Assim, será possível oferecer conteúdos diferenciados aos consumidores.

Então, crie a persona — a representação dos clientes ideais. Ou seja, um personagem que vai ser criado para ajudar a empresa a compreender melhor quem é o seu público-alvo, com isso, a mensagem certa é entregue para a pessoa certa.

Em seguida, mapeie o seu funil de vendas. É essencial compreender as dúvidas da persona e em qual estágio do processo de compra ela se encontra. Então, antes de tentar convencer o consumidor, é preciso atraí-lo (topo do funil), convencê-lo (meio) e convertê-lo (fundo do funil).

Tenha um plano de ação. É preciso definir os canais que serão usados na campanha, considerando os objetivos traçados, o público-alvo e a concorrência. É nessa etapa que a empresa decide o que vai ser divulgado e como o conteúdo chegará ao público.

E, claro, não se esqueça da jornada de compra. Esse é o modelo utilizado para definir em qual estágio o consumidor se encontra. Ao monitorar o que ele busca na internet e entender os seus hábitos de consumo, é possível descobrir em qual momento da compra ele está. Assim, torna-se fácil trabalhar para conduzi-lo de maneira eficaz à conclusão do negócio, produzindo e entregando conteúdos relevantes para as suas necessidades.

Após o plano de ação, vem a próxima etapa que é a montagem do cronograma. Ele é fundamental para fazer um controle das distribuições do conteúdo e da frequência das atualizações. O cronograma pode ser feito por planilhas, mas existem diversas ferramentas modernas para otimizar esse processo, como o OpenProject por exemplo.

E, por fim, o monitoramento. Afinal, é preciso estar analisando os resultados. Sendo assim, é indispensável verificar a taxa de cadastros realizados, o número de visitas do site, a compra dos produtos, as páginas com maior acesso, entre outras informações relevantes.

Vale lembrar que, caso algo não esteja em ordem, é importante revisar o plano, atualizar e recomeçar para garantir que os objetivos tragam bons resultados.

Orçamento: quanto devo investir?

Ter um planejamento bem definido é essencial para estabelecer um orçamento realista que traga excelentes resultados para a empresa. Todo empreendedor sabe a importância de ter um orçamento (ou budget) bem traçado.

É preciso ressaltar que um orçamento não é um número aleatório. Afinal, não adianta dizer que a empresa vai dedicar uma quantia exata de dinheiro ao orçamento de marketing.

É preciso planejar individualmente cada investimento para ter um número que realmente faça sentido. Portanto, a verdadeira pergunta é: quais serão os investimentos de marketing?

É preciso considerar esses aspectos na hora de planejar o orçamento:

Agência

Pode ser que o seu setor de marketing não faça todas as ações internamente. Por isso, terceirizar a execução às agências é uma forma de garantir que tudo seja feito com profissionalismo e competência. Então, é necessário considerar esse investimento no orçamento.

Anúncios digitais

Muitos empresas já passaram a utilizar os anúncios digitais, como Facebook Ads e Google AdWords, por exemplo. Eles são fundamentais para conquistar leads e obter maior visibilidade. Sendo assim, não deixe de considerar esse item no orçamento de marketing.

Licenças de software

É preciso considerar o investimento em softwares que são relacionados ao negócio, visto que mesmo que a equipe de marketing da empresa atue em uma frente mais estratégica, é quase certeza de que será preciso contar com softwares para realizar várias tarefas.

Eventos

Os eventos corporativos são essenciais e fazem parte do escopo do setor de marketing. Então, inclua um valor destinado às participações da empresa em eventos. No caso de promover eventos próprios, é importante considerar também decoração, locação de um espaço, buffet e segurança. Os gastos, portanto, podem variar muito.

Afinal, é possível estimar o valor que deve ser atribuído a cada categoria? São muitas as respostas para essa dúvida. Você pode usar o método que achar mais eficaz.

Usando referências anteriores

Se você já trabalhou com uma agência há um tempo, por exemplo, você pode utilizar o contrato como referência base. Pode ser que os valores mudem, mas, pelo menos, é possível partir de uma estimativa fundamentada para o orçamento.

Realizando cotações

Realizar uma cotação é uma forma de ter uma ideia dos valores do mercado. Então, o ideal é ligar para fornecedores e pedir uma proposta de valor. Em seguida, faça a média e utilize a cotação mais alta.

Trabalhando com uma margem de segurança

Como você pode ter notado, ambos os métodos são imprecisos. Por isso, a margem de segurança é indispensável. É indicado estimar sempre a mais — uma margem de 15% a 20% do valor.

Levando em consideração a disponibilidade financeira da empresa

Esses dois primeiros métodos funcionam bem para empresas de médio e grande porte, já que se pressupõe que exista flexibilidade para acomodar os investimentos.

Planejar o orçamento é muito importante para garantir que os recursos estejam sendo bem empregados. Assim, desperdícios em ações que não trarão retorno são evitados.

Ferramentas de marketing digital: conheça algumas das principais

Para ter sucesso no marketing digital, é imprescindível saber utilizar algumas ferramentas. Veja algumas das principais:

SEMRush

Essa é uma das mais completas para monitorar o desempenho de palavras-chave. Seja para obter resultados de campanhas de PPC (Pay Per Click), seja para realizar uma pesquisa de SEO (Search Engine Optimization), o SEMRush é essencial para qualquer time de marketing.

Alertas do Google

Essa ferramenta é gratuita e permite acompanhar as notícias da marca. Além disso, é possível acompanhar também as menções dos concorrentes na Internet. O Alertas do Google monitora fóruns de discussão, vídeos, blogs, websites e ainda poupa o trabalho de fazer pesquisas repetidas.

Slideshare

Uma ferramenta muito útil e que muitas vezes é esquecida. Ela ajuda a fazer apresentações sobre os produtos, divulgação do site e até mesmo comunicação interna na empresa. O Slideshare pode ser uma alternativa para posts de blog ou vídeos, já que permite a criação de apresentações de slides eficientes.

Google Analytics

O Google Analytics permite analisar o comportamento do público que visita o site ou blog. Algumas métricas que essa ferramenta disponibiliza são: tempo de permanência na página, localização geográfica dos usuários e uso de dispositivos móveis.

Métricas de marketing digital: mensurando os resultados

Gerenciar a estratégia de marketing digital é uma tarefa essencial para assegurar que ela tenha sucesso. Além de traçar os objetivos, não se pode esquecer de medir os resultados.

O número de dados disponíveis sobre o comportamento do público na Internet é muito grande. Por isso, é necessário entender o que é preciso medir. Compreender as principais métricas vai auxiliar você a atingir a sua audiência e se colocar à frente dos concorrentes.

Engajamento

Existem dados diferentes para cada canal de marketing. Para garantir que o público interaja com a sua marca online, é preciso entender o comportamento dos consumidores em cada situação.

Logo, se estiver fazendo uma estratégia de e-mail marketing, faça um acompanhamento das taxas de abertura e de cliques dos e-mails. Elas vão indicar se os conteúdos estão sendo relevantes para a base de contatos.

Nas redes sociais, atente-se para o número de compartilhamentos, comentários e reações nas postagens. Caso esteja trabalhando com marketing em vídeos, o número e o tempo de visualizações vão indicar se eles são efetivos ou não.

Retorno sobre o Investimento (ROI)

Saber qual é o retorno de um investimento feito em marketing é muito importante. E o ROI é um indicador que tem a função de mostrar se a empresa está ganhando ou perdendo dinheiro. Infelizmente ele é muitas vezes ignorado por profissionais de marketing.

Custo de Aquisição de Clientes

O custo de aquisição de clientes, também abreviado na sigla CAC, é uma métrica que indica quantos recursos estão sendo gastos para que uma pessoa se torne um cliente. Esse custo é obtido por meio da soma de todos os gastos de marketing, dividida pelo número de clientes que foram conquistados.

Com essa métrica, é possível saber o quanto a estratégia de marketing digital está sendo eficiente para conquistar clientes e quais canais são melhores.

ROI de marketing

Como já foi mencionado no tópico anterior, o ROI é uma métrica fundamental para mostrar ao empreendedor se o seu investimento em marketing está valendo a pena. O termo é uma sigla para a expressão em inglês “Return over Investment”, ou, em português, “Retorno sobre Investimento”.

Por meio do ROI é possível analisar o que se perde ou ganha em cada investimento realizado. O que inclui campanhas de marketing, novas estratégias de retenção de clientes, aquisição de ferramentas de gestão, treinamento de vendas, etc.

O cálculo considera a receita gerada pelo empreendimento, dividida pelo valor que foi investido em marketing digital. Não existe outra métrica capaz de indicar o impacto do marketing na empresa como o ROI.

As empresas que fazem esse cálculo possuem estratégias de marketing mais complexas, refinadas e que geram mais resultados. São organizações que sabem exatamente quando e onde investir o dinheiro.

Vale lembrar que por meio dele se entende o valor do ciclo de vida de um cliente. Tal métrica é o tempo de vida que ele permanece como consumidor, dividido pelo investimento em marketing digital.

Assim, combina-se as métricas de ROI e CAC a fim de determinar quanto recurso é gasto para adquirir um cliente e quanto um cliente vale para a empresa a longo prazo.

Agências de marketing digital: quando a sua empresa precisa de uma?

Os resultados não estão correspondendo às expectativas? Os concorrentes estão sempre à frente? Se sim, é provável que a sua empresa esteja precisando de uma agência de marketing digital para ajudar a alcançar bons resultados.

Trazer uma agência de marketing digital para a sua empresa é o caminho certo para gerar melhores entregas e também para otimizar os processos do seu negócio. Fazendo isso, você pode contar com o trabalho de profissionais de alto nível que se dedicarão à imagem de sua marca em território online.

O papel de uma boa agência é fundamental, principalmente se ela tiver um bom conhecimento de mercado. Afinal, além de saber quais as portas que devem ser abertas, ela vai poder oferecer outras portas que a empresa nem imaginava. Assim, milhares de novos visitantes vão aparecer por aquelas portas que eram mantidas fechadas.

Lembre-se de não cair na armadilha de buscar um serviço mais barato, visando economizar. Sempre é mais lucrativo investir um pouco mais e ter a garantia de que o serviço contratado é de qualidade e com reconhecimento no mercado.

Como você pode constatar, o marketing digital envolve diversas ações e planejamento avançado, além de ser bem completo. Há ainda muito espaço para o marketing digital crescer e as empresas estão cada vez mais indo para a Internet. Então, se a sua empresa ainda não investe nessa estratégia eficiente é hora de começar a considerar, visto que os resultados podem ser impressionantes para o seu negócio.

E então, o que achou deste post? Gostou? Então compartilhe em suas redes sociais para que seus amigos possam aprender sobre o marketing digital também!

CEO do Hub Criação, publicitário desde 2000, empreendedor por natureza e apaixonado por inovação!