6 ferramentas de marketing digital que você deve priorizar

Estratégias e ferramentas de marketing digital são essenciais para empresas que buscam aumentar sua credibilidade no mercado e alavancar a visibilidade de sua marca. Organizações de todos os tamanhos são beneficiadas por meio dessa alternativa, pois existem modalidades com características para atender a diferentes objetivos e modelo de negócio.

Tendo isso em vista, as ferramentas de marketing digital permitem a coleta, organização e a análise dos dados, proporcionando o aumento da produtividade da equipe e a otimização de resultados. Mas, antes de conhecer quais são as ferramentas essenciais para a sua empresa, que tal saber mais sobre o comportamento dos consumidores da era digital e como fazer a sua empresa se destacar? Continue lendo!

Como se manter competitivo com a mudança de comportamento do consumidor?

Os usuários estão cada vez mais ativos no ambiente online, se informando de forma constante sobre as empresas em sites e redes sociais. Esse fator alterou consideravelmente os hábitos de consumo e, por isso, os consumidores estão muito mais exigentes e bem informados.

Outro elemento importante originado pelas mídias digitais foi a mudança no relacionamento entre marca e cliente. Estamos vendo consumidores que realizam compras mais conscientes e que buscam alinhar seus valores pessoais às motivações de marcas que mais se assemelham às suas expectativas.

Isso gerou um mercado extremamente competitivo, e as estratégias de marketing estão sendo utilizadas para ganhar espaço nessa competição. Quando bem utilizadas, são o principal fator para diferenciar uma empresa de seus concorrentes.

Mas gerenciar uma estratégia de marketing não é fácil. Existem inúmeras variáveis que precisam ser analisadas para se obter um resultado concreto. Por essa razão, a seguir, vamos mostrar 6 ferramentas de marketing digital que devem ser priorizadas durante a criação e o desenvolvimento de campanhas. Veja quais são elas!

Conheça algumas das ferramentas de marketing digital para incluir na sua estratégia

1. Pesquisa de palavras-chave

Ações de marketing digital têm como condição básica a pesquisa e análise de palavras-chave. As palavras-chave podem ser definidas de forma resumida como o caminho pelo qual o seu texto é encontrado no Google e demais mecanismos de pesquisa. É por meio das palavras-chave que ocorre o ranqueamento orgânico de sites e páginas. Muitas vezes, vamos ao Google e digitamos algumas palavras para buscar por determinado conteúdo. Essas palavras são a chave!

Para garantir um bom posicionamento do seu site ou blog nos sites de pesquisa existem técnicas de SEO que colaboram para otimizar sua posição de ranqueamento. Ter a palavra-chave na meta description, URL, SEO Title e Title Tag são alguns dos métodos mais utilizados. E se estiver disposto a investir, existem as campanhas de links patrocinados!

Para alcançar esse objetivo existem algumas ferramentas que podem ser utilizadas pelo seu time de marketing. O SEMrush é uma delas. Ele fornece dados tanto de SEO quanto resultados de campanhas de PPC. Caso sua empresa esteja precisando de informações mais detalhadas, o recurso conta com funcionalidades mais complexas, por exemplo, dados históricos, acesso a API e relatórios com o logo de sua marca, que podem ser acessados mediante o pagamento de mensalidade.

Uma opção de ferramenta gratuita disponível no mercado é o Google Keyword Planner. Ele te ajudará a selecionar e tomar decisões baseadas em dados reais, aumentando consideravelmente a eficácia da sua estratégia de marketing.

As palavras-chave podem ser definidas de forma resumida como o caminho pelo qual o seu texto é encontrado no Google
A pesquisa de palavras-chave é fundamental para garantir um bom posicionamento do seu site ou blog

2. Google Analytics

O Google Analytics é usado em grande escala por diferentes empresas, sendo empregado para coletar dados sobre o público-alvo da instituição, desenvolver campanhas mais assertivas e realizar o monitoramento diário das ações implementadas.

A plataforma do Analytics tem como objetivo principal monitorar o tráfego em sites, blogs e landing pages. Todas as informações são coletadas a partir do site da instituição que fornecem dados sobre o seu público-alvo, que servirão como base para o desenvolvimento de estratégias mais assertivas.

Com a mensuração de dados em tempo real, ações corretivas ou evolutivas se tornam mais fáceis de serem aplicadas, reduzindo gastos desnecessários em campanhas pouco efetivas.

3. Gerenciamento e monitoramento de redes sociais

É preciso atentar ao fato de que monitoramento e gerenciamento de redes sociais não são a mesma coisa. O monitoramento se refere ao ato de acompanhar o que as pessoas estão dizendo sobre a sua empresa ou marca. O gerenciamento, por sua vez, é relacionado ao trabalho para otimizar e tornar cada vez mais efetivas as ações realizadas por meio dessas plataformas. Campanhas em redes sociais como o Facebook, Instagram e Twitter precisam ser monitoradas e gerenciadas!

Com boas práticas e com uma equipe despendendo esforços para realizar um atendimento de qualidade, as redes sociais se tornam um canal de comunicação fácil e rápido para os seus leads e clientes, construindo um elo afetivo entre empresa e consumidor.

O monitoramento e o gerenciamento de redes sociais não são a mesma coisa
Um trabalho em equipe engajado no monitoramento e gerenciamento das redes sociais, aumentam a proximidade entre a empresa e o consumidor

Algumas ferramentas extremamente efetivas para automatizar todo o processo das redes sociais — desde agendamento de postagens, monitoramento do desempenho e SAC, em que é possível responder o cliente na própria plataforma — são o Mlabs e o Hootsuite.  E para o monitoramento de citações, temos o Scup e Hi Platform.

4. Content Management System (CMS)

Com as alterações de comportamento do consumidor, ações com intuito apenas promocional têm diminuído. Assim, muitas campanhas buscam estabelecer uma relação duradoura com o cliente. Nesse sentido, a utilização da estratégia de marketing digital conhecida como Inbound Marketing vem sendo cada vez mais utilizada. Ela se propõe a compartilhar conteúdos relevantes com o público para educar e nutrir os leads/clientes durante todo o processo de compra.

Posts realizados em blogs contribuem para a disseminação desse conteúdo. Mas, para realizar a postagem desse material de uma forma fácil e rápida, é preciso contar com a ajuda dos chamados Content Management System (CMS), ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdos.

Plataformas como o WordPress permitem criar publicações, editá-las e até mesmo anexar fotos e vídeos de outras plataformas, como o YouTube. Tudo isso por meio de um sistema altamente intuitivo e que pode ser acessado por pessoas que não têm conhecimento técnico.

5. Landing Pages

Landing Pages são conhecidas como páginas que têm como objetivo atrair visitantes e convertê-los em leads. Um exemplo prático de landing page é uma página única em que o usuário precisa informar o seu nome, e-mail, telefone ou empresa para realizar o download de um e-book.

A partir do momento em que o usuário demonstra interesse no material que está sendo divulgado e concede os dados solicitados, dizemos que foi realizada a conversão, uma vez que surge a oportunidade de negócio. Ou seja, utilizar landing pages como estratégia de marketing impulsiona o relacionamento com os clientes e filtra leads mais qualificados para a equipe de venda.

Clique aqui, e veja  um exemplo de landing page feita pelo Hub 🙂

Para realizar a criação de landing pages e automação de marketing, existem ferramentas de marketing digital como o RD Station e HubSpot. Basta escolher a que mais se alinha às necessidades da sua empresa e adaptá-la à linguagem visual da sua marca.

6. E-mail Marketing

Tanto a disseminação do conteúdo de Inbound Marketing quanto os contatos realizados após o preenchimento das informações da landing page podem ser realizados via e-mail marketing. Como o volume de contatos tende a ser muito alto, para tornar o envio um processo mais rápido, existem ferramentas de marketing digital que automatizam essa etapa.

Recursos como o MailChimp realizam o envio em massa de e-mails e segmentam por campanhas, informando, inclusive, a taxa percentual de abertura dos e-mails que foram encaminhados.

Para escolher as ferramentas de marketing digital que serão úteis para a sua equipe, revise as metas e objetivos da sua empresa e alinhe com as funcionalidades que estão disponíveis em cada uma delas e colha os melhores resultados!

Por falar em equipe, aproveite sua visita ao nosso blog e veja agora como transformar seus colaboradores em influenciadores digitais com uma estratégia de endomarketing!

Ebook Mitos do Marketing DigitalPowered by Rock Convert
Ferramentas de Conversão do Marketing DigitalPowered by Rock Convert